Idioma:

WhatsApp Image 2018-07-21 at 6.38.12 PM

Bondes a Pé no Festival do Japão levam mais de onze mil pessoas ao São Paulo Expo

Nos dias 21 e 22 de julho, o Instituto Corrida Amiga participou da 21ºFestival do Japão levando os Bondes a Pé: um incentivo ao transporte a pé para os visitantes do festival que vinham da estação do metrô Jabaquara até o evento no São Paulo Expo.     

WhatsApp Image 2018-07-21 at 6.38.11 PM

 

No sábado, com a celebração dos 110 anos da Imigração Japonesa, contou com presenças significativas, como a princesa Sua Alteza Mako, autoridades nacionais e internacionais e as atrações do Festival do Japão em si. Por conta das importantes presenças e dinâmicas no evento, houveram picos de interesse à chegada das pessoas ao local, o que impactou muitos meios de transporte, principalmente os motorizados, prejudicados pelo alto fluxo em torno da região.

Já no domingo, o contexto de visita foi mais coeso, com alguns picos de grupos no percurso a pé, ônibus e bicicleta até o Festival.

A equipe de voluntários do Instituto Corrida Amiga, com os “Bondes a pé”, deram auxílio e proteção aos visitantes do festival dentro do percurso de 1,1 km de distância, entre o Metrô Jabaquara e o São Paulo Expo.

Para controle da atividade e possíveis recomendações urbanas, foram contabilizados a quantidade média de pedestres participantes dos bondes a pé, o que resultou em 314 pessoas nos 15 minutos finais das 9h da manhã do sábado, e 10.888 pessoas contabilizadas no final de semana entre as 10h e 16h, dando um total de 11.202 pessoas fazendo a diferença para si e para o planeta. Os resultados deixam evidente a importância do transporte a pé na locomoção das pessoas ao evento e  fundamental para a organização e bom andamento do evento.            

Com a metodologia que a Corrida Amiga utiliza como auxílio para compreender melhor os impactos positivos dos Bondes e o que significam as 11.202 pessoas utilizarem o transporte a pé no trajeto indicado, revelou-se que todas deram juntas 20.537.440 passos, gastando 739.200 calorias, economizando uma média de R$89.600,00 em comparação com o táxi/ aplicativo na mesma distância e horário. O que representou 8.116 carros a menos no trânsito de SP, com uma emissão evitada de 2.833kg de CO2e. Além disso, considerando ônibus com 48 assentos, foram economizadas 229 viagens.

Melhor pra todas as pessoas, melhor pra cidade! Estes valores estão plenamente alinhados ao estilo de vida da cultura japonesa. Confira o infográfico:

template infográfico (10)

Ainda, foram feitas algumas recomendações para o poder público incidindo principalmente na sinalização ao pedestre, principalmente nos trechos referente às intersecções próximos às rotatórias da Rua Getúlio Vargas Filho.

É necessário uma atenção cuidadosa da velocidade, principalmente no trecho do viaduto Matheus Torloni, onde os veículos vêm em alta velocidade da Rodovia Imigrantes, tendo a necessidade de apoio técnico de trânsito da CET para auxiliar na proteção  do pedestre no local. Ressaltamos a positiva ação da CET ao colocar os cavaletes na via e não nas calçadas, evitando a obstrução de passagem dos pedestres, principalmente nos locais de travessia e cruzamentos.  Ainda, houve muita demanda para retornar a pé, no entanto, para que seja realizado, necessita-se melhorar muito a iluminação e proteção da GCM.

Informações completas estão no Relatório dos Bondes a Pé no Festival do Japão e podem ser baixadas aqui.

Agradecimentos

Agradecimentos à organização do 21º Festival do Japão; Equipe Apoio Metrô do evento;  à Secretaria de Mobilidade e Transportes de SP, CET (Companhia de Engenharia de Tráfego); Prefeitura Regional do Jabaquara pelo reforço à PROTEÇÃO aos pedestres, liberando total espaço das calçadas, priorizando os pedestres nas travessias do trajeto ao Evento. Um super agradecimento para toda Equipe Corrida Amiga que conduziu os Bondes com competência, energia e alegria:  Augusto Oliveira, Bibiana Tini, Caroline das Mercês, Fábio Miyata, Federico Nakagawa, Gabriela Facundo, Ilso Neres, Lucas Ota, Márcio Morais, Marina Izeppe, Mity Hori, Priscila Bermudes, Renata Facundo e Renato Mello.

 

 

camiga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *