Idioma:

20180406_093022

BONDE A PÉ COM A CRIANÇADA: atividade física e apropriação do espaço público

O uso cada vez maior do transporte privado pode ter consequências também para a saúde. Segundo Sá et al (2015), o sedentarismo, a obesidade e as doenças como diabetes são cada vez mais comum entre os mais novos e estudos apontam que crianças que se exercitam têm um desempenho escolar melhor. No período de 2008-2009, 34,8% das crianças entre cinco e nove anos estavam acima do peso segundo dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) (IBGE, 2016)
No dia 06/04 o Instituto Corrida Amiga realizou um Bonde a Pé com 20 crianças da EMEI ngelo Martino até a estação Sé. Durante o trajeto da escola à praça da Sé (2,6 km ida e volta), além da prática da atividade física, a ação buscou, de modo lúdico, estimular o olhar das crianças para a rede de mobilidade a pé, e ainda para a noção de acessibilidade e apropriação do espaço público a partir do uso dos próprios pés!

Melhor pra todos, melhor pra cidade!

88.000 (1)
O transporte a  pé realmente fez muita diferença para os caminhantes e para o planeta. De acordo com nossos cálculos, os 28 participantes do Bonde a Pé (entre crianças e adultos) deram cerca de 12 mil passos, gastando 4.300 calorias , economizando uma média de R$262,00 em comparação com o táxi/ uber. O que representou 20 carros a menos no trânsito de SP, com uma redução na emissão de 16,7 kg de CO2.

Agradecemos muito EMEI Ângelo Martino. Agradecemos em especial: profa Elizangela Procopio pela confiança, carinho e parceria; equipe de voluntariado: Bibiana Tini, Fábio Silva Barros, Janayne da Cunha, Mity Hori, e Silvia Stuchi. Até as próximas!

Metodologia: A Bitácora de Passeio foi desenhada por Aldo González Barrera, no México, em 2016. Via red OCARA (mais metodologias em OCARA Lab http://www.redocara.com/propuesta-ocara-lab-3-mexico)

Confira as fotos da Mity Hori

 

 

camiga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *